quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Parte Mercedes Sosa aos 74 anos


A cantora argentina Mercedes Sosa, conhecida como 'La Negra', uma das vozes mais famosas da música contemporânea e defensora apaixonada dos direitos humanos, faleceu neste domingo, aos 74 anos, depois de passar duas semanas internada. Os motivos divulgados de sua morte foram complicações renais e hepáticas, além de problemas respiratórios. A intérprete de 74 anos sofria do Mal de Chagas desde o final dos anos 1970.

Mercedes Sosa, conhecida como 'La Negra' por seu longos cabelos negros, foi uma das artistas argentinas mais populares das últimas quatro décadas. Nascida em 9 de junho de 1935, foi dona de uma das vozes mais representativas do cancionário popular argentino e da América Latina e gravou mais de 40 álbuns.
A cantora gravou diversos duetos com artistas brasileiros, como Caetano Veloso, Chico Buarque, Gal Costa, Milton Nascimento, Fagner e Beth Carvalho. Outras estrelas internacionais com as quais dividiu os palcos foram Luciano Pavarotti, Sting, Lucio Dalla, Nana Mouskouri, Tania Libertad, Joan Baez, Andrea Bocelli, Alfredo Kraus, Konstantin Wecker, Silvio Rodríguez, Pablo Milanés, Luz Casal, Ismael Serrano e Shakira.
Sosa foi herdeira e símbolo de um movimento de música folclórica com forte compromisso político que teve como grande nome Atahualpa Yupanqui, que morreu em Paris em 1992.
"Foi a voz dos que não tinham voz na época da ditadura (1976-1983) e levou a angústia pelos direitos humanos na Argentina a todo o mundo", declarou o músico Víctor Heredia, cantor e compositor de algumas músicas que ficaram famosas na voz de Mercedes Sosa como "Razón de Vivir".
Sosa lançou recentemente o álbum duplo "Cantora" e foi indicada este ano para o Grammy Latino por melhor álbum e melhor cantora de álbum folclórico. Nesta obra ela dividiu espaço com artistas como Joan Manuel Serrat, Luis Alberto Spinetta, Caetano Veloso, Shakira, Gustavo Cerati, Charly García, Calle 13 e Joaquín Sabina.
A presidente chilena Michelle Bachelet enviou uma mensagem de admiração à artista, que considerou "a voz mais vigorosa da América latina".
O corpo da cantora será cremados e as cinzas espalhadas em sua cidade natal de Tucumán, em sua adotiva Mendoza e na capital Buenos Aires, informou a família.

Fonte: AFP.(Blog do Rafael Nemitz)




SERÁ NO PRÓXIMO FINAL DE SEMANA O FESTIVAL DA MÚSICA CRIOULA DE SANTIAGO-JURADOS: ÁLVARO FELICIANI, ALBERT LOPES, ERI CORTES, LUIS CARLOS RANOFF(ITHI) E ÂNGELO FRANCO.

Certamente um dos maiores compositores de música gaúcha urbana, Miro Saldanha traz este CD que sucede "Pilares" - um grande fenômeno que se espalhou pela Internet com a força dos que buscam os reais valores do ser humano - que faz parte do disco Um Canto Meu. Neste novo trabalho, Miro aperfeiçoa ainda mais sua habilidade lírico-musical, onde as rimas percorrem caminhos sofisticados, muito além do lugar comum. Os exemplos são fartos, mas vale o destaque para "Perfil Gaúcho" e "Princípios".
FONTE: Blog de Aline Ferrão

RESULTADO DA 29ª COXILHA NATIVISTA - 01 A 04 DE OUTUBRO - 2009



29ª Coxilha Nativista de Cruz Alta - Resultado

FASE GERAL
1º Lugar:

O MEU SILÊNCIO TEM VOZ (Milonga)

Letra: Miguel Bicca / Máximo Fortes

Música: Digo Oliveira

Cidade: São Borja / Santa Maria

Int: Leonardo Paim


2º Lugar:

SEM CHÃO PRA PISAR (Rasguido Doble)

Letra / Música: Leonardo Sarturi

Cidade: Santiago

Int: Eraci Rocha


3º Lugar:

SANGUE (Milonga)

Letra: Rodrigo Bauer / Juca Moraes

Música: Érlon Péricles

Cidade: São Borja / Cruz Alta / Porto Alegre

Int: Pirisca Grecco


1º Lugar fase local:

O GRITO DOS SENTINELAS

Letra: Volmar Camargo

Música: Marcelo Cortes de Carvalho


2º Lugar fase local:

IDENTIDADE E RAIZ

Letra: Jorge Nicola Prado

Música: Arthur Bonilla


3º Lugar fase local:

PRA PARCERIAR UMA MILONGA

Letra: Luiz Carlos Guerreiro

Música: Leonardo Diaz Moralez


Melhor Indumentária:

O GRITO DOS SENTINELAS

Letra: Volmar Camargo

Música: Marcelo Cortes de Carvalho


Melhor Conjunto Vocal:

O MEU SILÊNCIO TEM VOZ (Milonga)

Letra: Miguel Bicca / Máximo Fortes

Música: Digo Oliveira

Cidade: São Borja / Santa Maria


Melhor Conjunto Instrumental:

O GRITO DOS SENTINELAS

Letra: Volmar Camargo

Música: Marcelo Cortes de Carvalho


Melhor Pesquisa:

RELÍQUIAS MISSIONEIRAS (Chamarrita)

Letra: Vagner Pizzolotto da Costa

Música: Juliano Moreno / Erlon Péricles

Cidade: Santo Ângelo / Santana do Livramento

Melhor Intérprete: Eraci Rocha ( Sem Chão Pra Pisar )


Melhor Letra: Meu Silêncio Tem Voz ( Máximo Fortes e Miguel Bicca)


Melhor Instrumentista: Tiago Abibb


Melhor Arranjo:

SANGUE (Milonga)

Letra: Rodrigo Bauer / Juca Moraes

Música: Érlon Péricles

Cidade: São Borja / Cruz Alta / Porto Alegre


Música mais popular:

O GRITO DOS SENTINELAS

Letra: Volmar Camargo

Música: Marcelo Cortes de Carvalho


(Fonte do Blog Pulperia)